segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Canguru da Quinzena


Apuramento dos resultados da participação na atividade desenvolvida pelo grupo de matemática "Canguru da Quinzena".

Atividades de matemática a decorrer na biblioteca "Canguru da Quinzena"





Resolução de problemas de matemática para os alunos de 7º, 8º e 9º anos. Informa-te na biblioteca da escola ou junto das professoras Ana Bela Baldaia e Paula Matias.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Concurso "Quem conta um conto...ao modo de Saramago"




Este concurso é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura em articulação com a Fundação José Saramago, a Rede de Bibliotecas Escolares, o Camões IP e a Porto Editora que, nesta edição, será extensiva às escolas da Ilha de Lanzarote, nas Canárias, como forma de reforçar as relações culturais e literárias entre os dois povos da Península que marcaram, significativamente, uma parte da vida de Saramago.
Trata-se de um desafio à criatividade dos jovens autores que querem ousar uma experiência de escrita específica, através da criação de um conto.
Os trabalhos a concurso devem ser enviados por email para o Plano Nacional de Leitura, em  FORMULÁRIO próprio.
Em 2014 | 2015 o Concurso tem como fundo inspirador a obra “Memorial do Convento”, de José Saramago e conta com  a participação das instituições culturais, educativas e administrativas de Mafra, com quem se prevê organizar uma cerimónia de entrega de prémios, digna deste nosso autor maior, do espaço histórico onde a ação da obra decorre e do seu monumento emblemático. 

Concurso "Faça lá um Poema"




O Plano Nacional de Leitura, PNL e a Fundação Centro Cultural de Belém, CCB, parceiros do prazer de ler e de escrever, convidam todas as escolas do país, públicas e privadas, do 1º Ciclo do Ensino Básico ao Ensino Secundário, a participar no Concurso FAÇA LÁ UM POEMA, que decorrerá entre Dezembro de 2014 e Março de 2015 e se constitui como forma de incentivar o gosto pela leitura e pela escrita de poesia.
No dia 21 de Março de 2015 celebra-se, no Centro Cultural de Belém, o DIA MUNDIAL DA POESIA que integrará a Final do Concurso ‘Faça Lá um Poema’, com uma animação de leitura e a entrega de prémios aos vencedores.
O concurso FLP é dirigido aos alunos dos 1º / 2º / 3ºCiclos do Ensino Básico | Ensino Secundário de todas as escolas (agrupadas e não agrupadas), continente e ilhas.
Mais informações e regulamento aqui: http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/Concursos


segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Li e recomendo




Numa indeterminada e super-tecnológica civilização do futuro, um regime totalitário determinado a garantir a “felicidade” dos seus súbditos proíbe severamente a posse e a leitura de livros; quem quer que seja apanhado na sua posse é preso, e os livros e a sua casa queimados pelos bombeiros, que, mais do que apagar, ateiam incêndios. O protagonista Montag, anteriormente um zeloso executor, começa gradualmente a acumular dúvidas sobre o seu trabalho. O cenário da obra de ficção-científica é muito invulgar: sem alienígenas ou naves espaciais, sem artefactos engenhosos ou armas mirabolantes... À morte da cultura corresponde, no romance, o triunfo da destruição, primeiro das mentes, e depois dos corpos.

Ao contrário do que eu julgava antes de ler a obra, um romance não retrata necessariamente situações amorosas mas sim conflituosas. Considero então este romance muito bom, uma vez que o enredo é interessantíssimo. Simples e complexo, calmo e violento, esta obra provoca no leitor uma série de emoções que o prendem à narrativa.

Apesar de tudo, o que, na minha opinião, é mais relevante na obra é a mensagem que transmite, podendo ser interpretada da seguinte maneira: uma pessoa culta tem, logicamente, mais conhecimentos e, dessa maneira, percebe melhor as ações que ocorrem na vida. Sem a cultura, podemos nos deixar ser controlados e reprimidos pois não conhecemos outra maneira de viver se não aquela em que nos encontramos nesse momento. Uma das maiores fontes de saber e cultura são os livros e por isso é que é tão importante lê-los.

Concluindo, recomendo a leitura desta obra (e outras) a todos os adolescentes e mais velhos que procuram uma aventura a valer.

 Rafael Matias 10º B

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA

Seguidores